Como passar e trocar as marchas do carro na hora correta

Como passar marchas corretamente

Muitas pessoas quando começam a dirigir sentem receio de passar marchas do carro com medo de errar. Isso é normal, e o medo passa rapidamente ao notar que é uma tarefa fácil e simples de fazer, basta tranquilidade e um pouquinho de atenção para que logo o movimento fique automático e natural.

O primeiro passo é observar a posição que as marchas ficam em seu carro, observe o desenho que fica em cima da alavanca de mudança de marchas.

O “famoso” ponto neutro fica entre a 3ª e 4ª marcha. Para quem não sabe, este cambio de marchas serve para fazer a troca das engrenagens que dão mais, ou menos, força e velocidade ao caro. Atenção: as marchas só devem ser passadas apertando o pedal da embreagem.

Treine um pouco com o carro desligado, sempre passando as marchas de maneira suave e apertando o pedal de embreagem. Aos poucos você começará a fazer o movimento sem olhar, só no tato.

Para sair com o carro da estática, passe a primeira marcha, solte a embreagem devagar para o carro não arrancar bruscamente. Você verá que soltando a embreagem vagarosamente o carro sairá suavemente, sem solavancos e com menos propensão de levar aquele susto e o carro morrer.

Hora certa de trocar marchas no carro

Então, afinal, qual é a hora certa de passar as marchas do carro?

Isso vai depender se você quer ser econômico ou aproveitar o máximo do desempenho do carro.

Para ser econômico a hora de trocar as marchas é quando o conta-giros estiver marcando entre 2.000 a 2.500 rpm (rotações por minuto), ou seja, baixas rotações. Já para obter um bom desempenho a hora ideal para mudança de marcha é quando estiver em potência máxima, algo acima dos 5500 rpm, dependendo do carro.

Caso queira aliar a economia com o desempenho, que na maioria dos casos é o ideal, faça a mudança de marchas no regime de torque máximo que fica entre 2.500 e 4.500 rpm, dependendo do carro; leia o manual para saber qual é a hora ideal para mudança do corro que possui.

Para os carros que não tem conta-giros só a experiência do motorista será primordial. Pode-se adotar na cidade, para maioria dos carros, 20 km/h para passar para segunda, de 30 a 35 km/h para terceira, entre 45 a 50 km/h passe para quarta, e só passe para quinta marcha se for ficar um tempo acima dos 60 km/h.

Já na estrada, passe a quarta quando estiver aos 60 km/h, e a quinta por volta dos 90 km/h. Isso se a houver permissão para este limite de velocidade nesta estrada. Lembrando que todas estas medidas servem só como base, o ideal ainda é consultar o manual do seu carro.

Em ladeiras, ou seja, em subidas íngremes, passar marchas que tem mais força, o que na maioria dos casos na prática reduz a velocidade do carro usando uma marcha mais baixa, segunda ou até primeira, dependendo do caso. Já nas descidas, por regra, usa-se a mesma marcha que foi usada na subida.

Leia também:

  1. Dicas para quem vai comprar ou trocar de carro
  2. Dicas para abastecer o carro a gasolina, álcool ou diesel de maneira correta
  3. Dicas para consumir menos combustível
  4. Como evitar danos no carro evitando buracos nas ruas e estradas
  5. Direção defensiva: Dicas de como frear corretamente um carro

Tagged: ,

§ Deixe um comentário

meta